Anúncio Advertisement

“Rotta é um querido amigo que me ajuda a administrar Manaus”, diz Arthur após reunião com vice

Após disputarem as eleições em trincheiras diferentes e muitas especulações, o prefeito Arthur Virgílio Neto e o vice Marcos Rotta tiveram uma conversa, na manhã dessa quinta-feira (3). A informação foi confirmada pelo próprio prefeito em sua página oficial no Instagram.

“Hoje eu tive uma conversa muito franca e fraterna com o vice-prefeito da cidade de Manaus, Marcos Rotta. Avaliamos nossa gestão sob a ótica dos próximos anos que temos o compromisso de manter Manaus ajustada fiscalmente, com as contas equilibradas e em pleno desenvolvimento. Sobretudo, Rotta é um querido amigo que eu respeito muito e que me ajuda e sempre ajudou a administrar Manaus. Entre nossos erros e acertos, tiramos os melhores aprendizados em nome de um bem maior que é bem-estar do povo de Manaus. Vamos ao trabalho!”, disse Arthur na postagem.

Após o encontro, Arthur disse, ainda, que ele e o vice-prefeito fizeram uma análise de suas trajetórias e que o natural seria mesmo o retorno de Rotta aos quadros da prefeitura, após a licença. “Sinto-me reforçado com o retorno dele para, juntos, prosseguirmos com essa Manaus que é um exemplo de ajuste fiscal, de previdência pública, de respeito por parte das agências de crédito. Então, fico feliz. Me elegi prefeito e ele vice e vamos trabalhar pela cidade”, declarou.

O vice-prefeito estava licenciado do cargo desde 14 de agosto de 2018, quando assumiu a Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Região Metropolitana (SRMM). O prazo da licença, autorizada pela Câmara Municipal de Manaus (CMM), expirou no último dia 31 de dezembro e Rotta retornou às atividades na quarta (2).

“Reconheço que tivemos divergências, de caráter pessoal e político, mas o que fica desse nosso reencontro é algo muito maior, é a continuidade da administração municipal e, acima de tudo, pensar na cidade de Manaus. E, mais do que nunca, fica o respeito mútuo e estou aqui para cumprir meu papel de vice-prefeito”, afirmou Rotta.

Com informações da Semcom.