Rússia proíbe voos de companhias aéreas de 36 países

O presidente russo, Vladimir Putin

A Rússia proibiu nesta segunda-feira (28) que companhias aéreas de 36 países, incluindo Reino Unido, Alemanha, Espanha, Itália e Canadá, usem seu espaço aéreo. A medida é uma retaliação às sanções anunciadas contra o país durante os últimos dias.

Neste domingo (27), a União Europeia anunciou o bloqueio do espaço aéreo do bloco para aeronaves russas, incluindo jatos particulares, uma medida sem precedentes para pressionar o presidente russo, Vladimir Putin, a encerrar a invasão da Ucrânia.

A restrição europeia vale para aeronaves de propriedade russa, registradas ou controladas pela Rússia, que não poderão pousar, decolar ou sobrevoar o território da União Europeia. Além dos países europeus, o Canadá também anunciou o fechamento de seu espaço aéreo para os russos.