Rússia retoma compra de carne suína e bovina ao Brasil

A Rússia vai retomar as importações de carne suína e bovina ao Brasil a partir desta quinta-feira depois de terem sido suspensas desde dezembro de 2017, devido a contaminação acidental, anunciou o Governo brasileiro. O ministro brasileiro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, recebeu nesta quarta-feira o comunicado oficial do serviço sanitário federal de vigilância veterinária da Rússia, tendo comemorado a decisão “tomada depois de vários meses de negociações”.

O documento russo informa que “é possível remover as restrições impostas a todas as empresas exportadoras, tendo em conta a análise das medidas adotadas pelo Brasil e as garantias fornecidas pela Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do ministério, sobre o cumprimento das condições de produção e vendas de produtos de empresas brasileiras”, de acordo com o Governo do Brasil.

As exportações de carnes estavam suspensas devido à contaminação pelo aditivo de crescimento ‘ractopamina’, na formulação de rações usadas na alimentação dos animais.

O secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel, explicou que “foi feito um trabalho intenso de rastreio e segregação na produção para atender aos requisitos do mercado russo, embora a ractopamina seja um produto seguro”.

Todas as medidas adotadas foram acompanhadas de trabalhos técnicos e de discussões com as autoridades sanitárias russas, informa o comunicado. “Esperamos que o setor privado entenda que as ações de certificação e segregação são necessárias para preservar este mercado”, alertou Rangel.

O secretário disse ainda esperar que, com a retoma das exportações, as empresas adquiram o fôlego que perderam ao longo de 2018 com a greve dos caminhoneiros e com o consequente desabastecimento causado pela paralisação dos transportes.

Fonte: Notícias ao Minuto