Saiba como fazer a declaração de bens financiados

irPelas regras da Receita Federal, financiamentos de bens como imóvel e veículos precisam ser informados na declaração do Imposto de Renda 2014. O contribuinte deve prestar atenção na hora do preenchimento, pois os valores devem ser informados conforme forem sendo pagos ao longo dos anos.

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda termina no dia 30 de abril. Especialista esclarecem como deve ser feita a declaração de bens financiados.

No caso de um financiamento contratado em 2013, o contribuinte deve informar o valor efetivamente pago durante o ano passado, considerando o valor da entrada e a soma dos demais pagamentos e parcelas quitadas no ano.

“Se o bem foi adquirido mediante financiamento em anos anteriores, deve-se adicionar ao saldo de 31/12/2012 o somatório dos valores efetivamente pagos no decorrer do ano passado e informá-lo na situação em 31/12/2013”, orienta o consultor Cleiton Felipe, da BDO.

O bem financiado deve ser sempre informado na ficha “bens e direitos”. No formulário deverão ser informados os valores pagos até 31 de dezembro de 2013.

A orientação é que seja feito a descrição do bem adquirido, com o máximo de detalhes da compra e das características que o identifiquem.

“O contribuinte deve informar todos os dados do imóvel que foi adquirido e os valores já pagos. No próximo exercício deve informar os valores das prestações pagas no ano e assim sucessivamente”,  diz a contadora Meire Poza, gestora da Arbor Contábil.

Exemplo 1:
Declaração de imóvel financiado em 2013
Apartamento nº 45, situado na Rua A, nº 20, adquirido de Fulano de Tal, CPF ou CNPJ nº …….., pelo valor R$ 450.000,00 (entrada R$ 50.000,00, utilização do saldo do FGTS R$ 50.000 e financiamento junto ao banco A  no valor total de R$ 350.000). Parcelas pagas em 2013: R$ 30.000

Saldo em 31/12/2012 = R$ 0,00
Saldo em 31/12/2013 = R$ 130.000

Exemplo 2:
Declaração de imóvel financiado em 2012 e informado na última declaração
Apartamento nº 20, situado na Rua B, nº 10, adquirido de Fulano de Tal, CPF ou CNPJ nº …….., pelo valor R$ 450.000 (entrada R$ 50.000, utilização do saldo do FGTS R$ 50.000 e financiamento junto ao banco A no valor total de R$ 350.000). Parcelas pagas em 2012: R$ 30.000. Parcelas pagas em 2013: R$ 35.000

Saldo em 31/12/2012 = R$ 130.000
Saldo em 31/12/2013 = R$ 165.000

Exemplo 3:
Declaração de financiamento de veículo 0 km

Automóvel marca/modelo, ano 2013, placa, com valor de nota fiscal de R$ 55.000, adquirido em 05/07/13 na concessionária (colocar o nome e CNPJ), mediante sinal de R$ 5.000, mais financiamento em 60 parcelas de R$ 1.500 pelo banco X). Valor das parcelas pagas em 2013: R$ 7.500.

Saldo em 31/12/2012 = R$ 0,00
Saldo em 31/12/2013 = R$ 12.500

Fonte: G1