Saiba quais as mudanças do novo Ensino Médio no Amazonas

FOTO: DIVULGAÇÃO/SEDUC

O novo ensino médio, aprovado em 2017 pelo Congresso Nacional, começa a ser implementado em todas as escolas públicas e privadas do país a partir deste ano. Dessa forma, na manhã dessa terça-feira (4) o Governo do Amazonas anunciou as principais mudanças que devem ocorrer durante o ano letivo do Estado, e ainda as propostas das atividades escolares em 2022, na rede pública estadual. A mudança consta na Lei Federal nº 13.415/2017 que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e será implantada na 1ª série do ensino médio.

Uma das principais alterações na estrutura do Ensino foi a ampliação do tempo mínimo do estudante na escola, de 800 horas para mil horas anuais. A partir disso, os alunos do ensino médio do Amazonas agora terão maior tempo de aula por dia nas escolas a partir deste ano. Passarão de 4 para 5 horas de aula diárias. A meta é cumprir 3 mil horas totais nos três anos de ensino, com 200 dias de aulas a cada ano. Para as escolas de tempo integral e escolas bilíngues, será necessário cumprir 4,2 mil horas.

Além disso, foi definida uma nova organização curricular que contemple a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e oferte diferentes possibilidades de escolhas aos estudantes, como os itinerários formativos, que abrangem áreas de conhecimento específicas e a formação técnica e profissional.

Estrutura

O novo ensino médio será implementado em duas partes: a Formação Geral Básica (FGB) e os Itinerários Formativos. Na FGB, o currículo é comum a todos os estudantes. A formação é dividida em quatro áreas de conhecimento: Matemáticas e suas Tecnologias, Linguagens e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

Já os Itinerários Formativos tratam do conjunto de disciplinas, projetos, oficinas e núcleos de estudo, entre outras situações de trabalho que os estudantes poderão escolher durante o Ensino Médio. As redes de ensino terão autonomia para definir quais os Itinerários Formativos vão ofertar, considerando um processo que envolva a participação de toda a comunidade escolar.

Adriana Antonaccio, diretora do Departamento de Programas e Políticas Nacionais da Seduc, explica que no Itinerário Formativo o estudante será estimulado a pensar no mercado de trabalho, para ajudá-lo a encontrar uma vocação profissional.

As novas regras vão começar de forma progressiva. A 1ª série do Ensino Médio vai passar por alterações em 2022. Em 2023, será a vez da 2ª série, e a inclusão da 3ª série ocorrerá em 2024.