São Paulo estreia na altitude de Juliaca contra o peruano Binacional

Foto: Estadão Conteúdo

O São Paulo estreia nesta quinta-feira na Copa Libertadores. Além do Binacional, outro adversário da equipe na partida no Peru será a altitude de Juliaca, a quinta cidade mais alta do mundo, a 3.825 metros acima do mar. Para minimizar os efeitos da altitude, o São Paulo só embarcará para a localidade horas antes da partida que começa às 21 horas. O elenco viajou na terça-feira para Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, em voo fretado que saiu do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Não viajaram com o elenco dois jogadores que vinham sendo titulares: o lateral-direito Juanfran, com dores na panturrilha direita, e o meia Vitor Bueno, que sofreu entorse no tornozelo esquerdo no último domingo. Por outro lado, o atacante Antony está recuperado de entorse no tornozelo esquerdo e fica à disposição para o duelo.

O técnico Fernando Diniz viajou, mas não poderá comandar a equipe à beira do campo. Ele está suspenso por causa de um jogo da Copa Sul-Americana do ano passado, quando ainda trabalhava no Fluminense. O São Paulo será dirigido pelo auxiliar técnico Márcio Araújo.

Diniz afirmou estar atento às armas do Binacional. O São Paulo enviou profissionais para analisar a estrutura de Juliaca e para ver a equipe peruana jogar. “Esperamos um jogo complicado por causa da altitude. É um bom time também. Mandamos gente para ver jogos, temos material catalogado. Não será um adversário que vai nos pegar de surpresa”, disse o treinador.

Será a primeira vez que Diniz disputará a Libertadores como técnico. Em 2005, ele participou do principal torneio sul-americano como jogador do Santos. “Tenho relação de torcedor desde criança com a Libertadores. Joguei e vou estrear como técnico. É um grande privilégio. Sou muito apaixonado pela Libertadores desde criança. Pra mim vai ser muito legal poder estrear pelo São Paulo. Sabemos que, talvez dos times do Brasil, é o time mais identificado com esse campeonato. O torcedor tem um apreço e carinho especial”, afirmou.

Também será a primeira vez de Daniel Alves na Libertadores. Dono de três títulos da Liga dos Campeões da Europa, o jogador de 36 anos estreará na principal competição da América. Ele brincou em uma foto ao escrever na legenda que iria “perder a virgindade”.

Quem já atuou na Libertadores, e até na altitude, é o volante Tchê Tchê. Em 2017, pelo Palmeiras, ele jogou em Cochabamba, na Colômbia, que fica 2.560 metros acima do nível do mar. “Temos duas alternativas: dar desculpa ou ser melhor do que a altitude. Vai ser difícil. Tem de estar ligado e ter cautela nas ações em campo”, disse.