‘Saúde não tem infectologistas’, diz Queiroga, quase 500 mil mortos depois

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante depoimento na CPI da Pandemia - 08/06/2021 - Jefferson Rudy/Agência Senado/Divulgação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante depoimento na CPI da Pandemia – 08/06/2021 – Jefferson Rudy/Agência Senado/Divulgação

Depondo na CPI da Pandemia nesta terça, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, admitiu aos senadores que a pasta, responsável por comandar as ações do governo contra a pandemia, até hoje não tem um quadro de infectologistas para orientar as ações contra o coronavírus.

Isso depois de quase 500.000 mortos e de mais de um ano de crise sanitária instalada no país .“Nós não temos médicos infectologistas no Ministério da Saúde”. Segundo Queiroga, a pasta “foi perdendo quadros” na pandemia e o que há hoje é o improviso de profissionais deslocados para o ministério.

Ninguém no governo considerou importante contratar infectologistas para atuar no Ministério da Saúde.