SEC empenha mais de R$ 1,6 milhão para patrocinar Peladão de A Crítica

Em meio ao caos na saúde pública do Amazonas com ameaças de paralisações dos serviços nas unidades da capital por falta de pagamentos aos profissionais terceirizados, a Secretaria de Estado de Cultura (SEC) vai gastar mais de R$ 1,6 milhão para patrocinar o Peladão 2019, promovido pelo jornal A Crítica. 

A informação consta em duas Notas de Empenho (NE 677 e NE 678) – ou seja, já assumiu que existe a dívida – publicadas no Portal da Transparência do Governo. (Veja documentos no final da matéria)

Segundo a publicação, os empenhos foram feitos no dia 26 de novembro deste ano, sendo o primeiro no valor de R$ 84.284,86 (oitenta e quatro mil, duzentos e oitenta quatro reais e, oitenta seis centavos) o segundo na cifra de R$ 1.565.300,14 (um milhão, quinhentos e sessenta e cinco mil, trezentos reais e quatorze centavos) em favor da empresa Editora Cultural da Amazonia Ltda, de CNPJ 10.659.900/0001-07, que tem a frente do quadro administrativo a família Calderaro. 

De acordo com a descrição do serviço, o dinheiro é destinado “para patrocínio desportivo ao campeonato de peladas do Estado do Amazonas”. O valor do ‘contrato de patrocínio esportivo’ para tal finalidade chega ao montante de mais de R$ 1,6 milhões por um breve período, já que sua vigência é de 26/11/2019 a 21/12/2019.

Na publicação, a SEC diz que a contratação é de forma direta, “visando a participação do Governo do Estado do Amazonas (…) através de apoio financeiro, mediante patrocínio ao Peladão 2019, em que a contratada se obriga a executar o Projeto a ‘Arte do Futebol no Maior Campeonato de Peladas do Mundo’ nos termos constantes do Projeto Básico que integra este para fins Legais”.

Procurada pelo Radar para comentar os gastos milionários para patrocinar por menos de um mês a realização do ‘evento esportivo’, a SEC não respondeu até a publicação desta matéria.

Confira publicações na íntegra