Temporadas “Literária” e “Delas” são lançadas pela SEC

Nesse domingo (25), aconteceu a abertura das Temporadas ‘Literária’ e ‘Delas’, promovidas pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC), e que levarão ações de literatura e atividades voltadas às mulheres para vários espaços da capital e do interior.

As temporadas seguem até o dia 18 de março, com programações que se encontrarão em alguns momentos. Segundo a diretora de eventos da SEC, Sissy Mendes, a intenção é que a cidade possa vivenciar as duas temáticas.

“Nossa intenção é aumentar o período de circulação desses eventos, com as ações em vários espaços”, afirma a diretora. “As ações também chegarão aos municípios de Iranduba, Autazes e Manacapuru”.

Sissy explica que todas as artes estarão integradas nos eventos durante as temporadas. “Dentro da programação da literária incluímos ações ‘Delas’, haverá discussões literárias só com mulheres, por exemplo. Também vai ter grafite, com os artistas fazendo telas com poesias amazonenses; e um bate-papo sobre filmes adaptados de clássicos da literatura”, comenta.

Literária

Dentro da temporada Literária haverá lançamento de livros, rodas de conversa com escritores, oficinas de fanzines, vivências, feira de troca de livros e mediação de leitura em espaços como galerias e shoppings populares.

Um dos destaques da programação é a “Merenda Cultural”, ação que fará intervenções curtas, no intervalo do lanche em dez escolas da capital e da comunidade de Janauari.

Todo esse circuito literário vai culminar na Bienal do Livro, marcada para o dia 18 de março, no Centro Cultural Usina Chaminé.

‘Delas’

Já a temporada ‘Delas’, além das ações casadas com a literária, terá programação em Manaus e no Cacau Pirêra, com debates sobre o protagonismo feminino, valorização da mulher negra, situação da mulher indígena e da mulher trans na sociedade; oficina de empoderamento; dia de beleza para moradoras de rua; marcha das mulheres; e apoio social e jurídico para mulheres em situação de risco.

De acordo com Ana Lídia Ferreira, da Central Pedagógica da SEC, as duas temporadas estão extremamente interligadas. “Esse lançamento conjunto é bem representativo, pois o movimento das mulheres está num momento especial, escrevendo a sua história”, destaca Ana Lídia. “Na programação, temos mulheres ligadas à literatura e à luta dos movimentos sociais. Também vamos fazer uma reflexão sobre a participação da mulher na Academia Amazonense de Letras”, conta.