Secretário de Saúde do AM envia ofício para Aleam para tentar impedir que deputados fiscalizem hospitais

Foto: reprodução

O secretário de Saúde do Amazonas, Anoar Samad, enviou um ofício à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) solicitando a suspensão do parecer que reforça os membros da Comissão de Saúde e Previdência da Casa Legislativa (CSP-Aleam) de fiscalizarem qualquer unidade de saúde do Estado. A atitude do secretário foi criticada pelo deputado estadual Wilker Barreto (Cidadania, durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa do Estado (Alam), desta quinta-feira (14),

Segundo o documento, enviado pela SES-AM à comissão de Saúde no dia 23 de junho de 2022, o titular da pasta da Saúde pede a “suspensão dos efeitos do aludido Requerimento nº 4923/2021, até ulterior deliberação que poderá ser democraticamente construída em perfeito e amplo diálogo com esta Pasta de Saúde”. O secretário completa, ainda, que a medida evitará “constrangimentos e desgastes institucionais desnecessários e prejudiciais ao bom desenvolvimento do Estado Democrático de Direito”.

Para o deputado Wilker Barreto, o pedido de Anoar é um grave desrespeito às prerrogativas constitucionais do Legislativo estadual em fiscalizar e apurar os atos do Governo. O parecer do Requerimento nº 4923/2021 fundamenta a fiscalização e o controle dos atos do Poder Executivo com base no artigo 28, Inciso XV, da Constituição do Estado do Amazonas e o artigo 49 , inciso X, da Constituição Federal.

O documento destaca ainda a Lei de Acesso à Informação nº 12.527/2011, que garante o direito de acesso a documentos públicos, bem como o efetivo controle da Administração, cabendo a averiguação do correto funcionamento dos serviços e aplicação da verba pública.

“Eu já vi de tudo, mas é a primeira vez que vejo secretário pedir que a comissão da saúde tenha que sentar com ele e combinar o jogo da fiscalização. Isso é uma insanidade, é uma audácia um secretário de saúde querer tolher um parlamentar de exercer a sua função”, ponderou Barreto.

O documento do secretário foi uma resposta ao ofício nº 031/2022, expedido pela Comissão de Saúde da Aleam e encaminhado à SES-AM, no dia 6 de maio, a fim de comunicar a pasta sobre a autorização consignada aos seus membros, de forma individual ou coletiva, ao acesso em qualquer unidade de saúde do Estado. A permissão é fruto do requerimento nº4923/2021, de autoria do deputado Wilker, e que foi atendido pela Comissão.

(*) Com informações da assessoria