Secretário de Segurança disse que à meia-noite “estaria dormindo”. Policiais em greve gritavam: “durma com um barulho desses”

mais greve da PM 6

Os principais sites de notícia da cidade tomaram a decisão de ficar com a versão oficial de que o policiamento estava “em total normalidade” e que a greve não passava de boataria “de uma meia dúzia de irresponsáveis, formada por pessoas que não são PMs e outras que são de grupos políticos partidários, tentando criar pânico na sociedade” declarações feitas pelo secretário de segurança do Estado, coronel PM Vital, durante entrevista coletiva concedida às 20 hs do domingo (27), no comando da Polícia Militar. Ao ser perguntado se iria até o local de concentração do movimento grevista, na Arena Amadeu Teixeira, com hora marcada para a meia-noite, o secretário retrucou: “a meia-noite pretendo estar dormindo”.

As declarações do secretário parecem ter soado mal no meio da tropa de praças da Polícia Militar porque, ao microfone de um carro de som, policiais se revezaram dizendo que a multidão de policiais que se concentrou em frente a Arena Amadeu era uma resposta “a falta de respeito do comando da segurança pública para com soldados e cabos da PM” e diziam em coro: “Ele disse que vai dormir, pois durma com uma barulho desses”.  Apesar de dizer, durante a entrevista coletiva, que estava tudo sobre controle, o clima era de tensão.  O secretário bateu retidas vezes na mesa enquanto dava entrevista e chegou a se irritar com a repórter que lhe perguntou sobre os salários dos praças da PM, se eles eram realmente baixos. “Quanto tu ganhas pra fazer o teu trabalho?” questionou ele à repórter, acrescentando ainda que soldado e cabo ganhavam mais que um professor: “Um soldado PM 3 ganha R$ 2.542,49.

Posição oficial

Em release da assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública que chegou ao Radar, estava escrito: “De acordo com ele (secretário), há muita informação inverídica sendo repassada por meio das redes sociais e aplicativos de bate-papo no celular, como ‘whatsapp’. Queremos tranquilizar a população de que não há nenhuma greve e que todo o policiamento ostensivo foi mantido dentro da normalidade neste domingo”.

mais greve da PM 9O coronel Vital também pediu contribuição dos veículos de comunicação para que não divulgassem boatos ou informações falsas sobre a greve. “Esses boatos causam pânico na população e causam sensação de insegurança. Nossa cidade continua tranquila, sem anormalidade”, disse.

Sobre a reivindicação das categorias, o secretário de Segurança Pública destacou que todos os acordos firmados estão sendo cumpridos pelo Governo do Estado. Ainda neste ano, por exemplo, o aumento para os policiais, em ganhos reais, ficará em torno de 12%. “O salário inicial de um soldado deve chegar a R$ 2,8 mil, com todas as gratificações. Isso já é uma conquista iniciada na gestão do ex-governador Omar Aziz, que está sendo cumprida no governo do José Melo”, destacou o secretário.

De acordo com o secretário Vital, todas as associações representantes de oficiais, sargentos, cabos e soldados da Polícia Militar, manifestaram apoio ao governo e negaram qualquer tipo de movimento grevista. “Mesmo se isso acontecesse, nós temos um plano para executar. Com isso, a cidade em momento algum ficará desassistida”, disse.