Secretário Marcos Rotta reúne com especialista do BID nesta quarta, em Manaus

Foto: Alexandre Fonseca

Os avanços dos programas Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) e de Saneamento Integrado de Maués (ProsaiMaués) da Secretaria de Estado da Região Metropolitana de Manaus (SRMM), que estão em andamento na capital e interior do Amazonas, foram amplamente elogiados pela especialista sênior em Saneamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Cláudia Nery, durante reunião, nessa quarta-feira (28), com o secretário Marcos Rotta.

“Temos qualidade de obras e números muito favoráveis. Estamos satisfeitos com o trabalho desenvolvido pela Secretaria”, disse a especialista, que agradeceu, ainda, Rotta pelos trabalhos desenvolvidos à frente da Secretaria e parabenizou a equipe pelo desempenho e alcance dos resultados, em especial, no projeto de Maués.

Para Marcos Rotta, os programas são provas concretas de que gestão e parceira impactam nos resultados. “Quando o governador Amazonino Mendes assumiu, há um ano, a realidade era muito distante da que está sendo entregue hoje. Parcerias como a do BID, uma instituição importante e de credibilidade, nos motivam a trabalhar em projetos sociais que mudam não apenas a concepção administrativa, mas, acima de tudo, a realidade das pessoas”, afirmou o secretário.

Programas

A terceira etapa do Prosamim é formada pelas obras da Nova Avenida de Manaus e o Parque da Castellana, na Zona Oeste. Com 95% de execução, a Nova Avenida de Manaus tem 1,1km de extensão e ligar a Zona Oeste ao Centro de Manaus e beneficiará mais de 300 famílias da comunidade do Bariri.

O Parque da Castelhana, com 40% de execução, será mais um espaço para práticas esportivas, área de convivência e ciclovia. Todo projeto está orçado em R$ 51,4 milhões.     

Já o ProsaiMaués conta com investimento de R$ 56,6 milhões e até o final deste ano, as Lagoas de Maués, cujas obras estão 50% concluídas, beneficiará 63 mil habitantes com os projetos sociais e ambientais, além melhoria urbanística e econômica.

Com informações da assessoria do secretário Marcos Rotta.