Seduc abre duas chamadas públicas para aquisição de merenda escolar

A Secretaria de Estado de Educação e Desporto está com duas chamadas públicas abertas para aquisição de merenda escolar para o ano letivo de 2020. Ao todo, os editais contam com mais de R$ 27 milhões em investimentos. Os interessados em participar das seleções têm até os dias 29 e 30 de janeiro para apresentarem os documentos de habilitação juntamente com o projeto de venda. Todas as informações estão disponíveis no site oficial da secretaria (https://bit.ly/2QGQzY1).

A primeira chamada pública, voltada às comunidades indígenas do Amazonas, foi lançada no dia 12 de dezembro e deverá atender 36 municípios do estado: Alvarães, Amaturá, Anamã, Atalaia do Norte, Autazes, Barreirinha, Benjamin Constant, Boca do Acre, Borba, Canutama, Carauari, Coari, Fonte Boa, Humaitá, Ipixuna, Itacoatiara, Itamarati, Japurá, Jutaí, Lábrea, Manaquiri, Manaus, Manicoré, Maraã, Maués, Nhamundá, Parintins, Pauini, Santa Isabel do Rio Negro, Santo Antônio do Içá, São Gabriel da Cachoeira, São Paulo de Olivença, Tabatinga, Tefé, Tonantins e Uarini.

Com investimento de R$ 1,7 milhão, o edital engloba um total de 93 gêneros alimentícios, como guaraná, mangarataia, ariá (uma espécie de erva) e tucupi, dentre outros itens típicos da alimentação indígena – beneficiando, assim, cerca de 60 escolas estaduais. O objetivo é respeitar ao máximo as especificidades dos produtores indígenas do interior.

Os interessados em participar desta seleção, em específico, têm até o dia 29 de janeiro para se inscrever, conforme as diretrizes previstas em seu edital (https://bit.ly/2tO16Y7).

Alimentação

Direcionada a agricultores e empreendedores de base familiar no geral, a segunda chamada pública aberta pela pasta atenderá a unidades escolares de todos os 62 municípios do Amazonas e contará com investimento de R$ 26 milhões. O edital foi lançado no último dia 30 de dezembro.

O edital aponta a aquisição de 39 gêneros alimentícios, entre frutas, hortaliças e peixes regionais. Alguns dos itens especificados são: abacaxi, banana, alface, couve, batata doce, polpas de frutas, farinha de mandioca e tapioca. O objetivo desta chamada pública é oferecer, de modo geral, uma alimentação saudável e com qualidade aos alunos da rede estadual do Amazonas.

Para participar desta chamada, os candidatos deverão apresentar os documentos de habilitação e o projeto de venda até o dia 30 de janeiro, de acordo com o edital (https://bit.ly/2QZyO4V).

Com informações da assessoria de imprensa