Seduc apura caso em que aluna com bebê é proibida de assistir aula (ver vídeo)

Após repercussão nas redes sociais de um vídeo onde uma jovem é proibida de assistir aula por estar com uma criança de colo dentro da sala de aula, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou, nesta sexta-feira (8), que o caso está sendo apurado, para que sejam tomadas as devidas providências. (Veja vídeo no final da matéria)

O caso ocorreu na Escola Estadual Vasco Vasques, no bairro Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus. Conforme mostram as imagens do vídeo, o coordenador da escola levanta o tom de voz e exige que a jovem de 17 anos saia da sala de aula porque carrega a filha de colo.

A secretaria informou, ainda, que não há nenhuma determinação para negar a qualquer estudante da rede pública o acesso à educação, seja ela mãe ou não.

“A atitude não condiz com a boa prática pedagógica estimulada pela secretaria para evitar a evasão dos estudantes. A Seduc ressalta, ainda, que junto à gestão da escola está apurando o ocorrido para buscar uma solução com o intuito de garantir a presença da aluna em sala de aula” diz um trecho da nota enviada ao Radar.

Confira nota na íntegra

“A Secretaria de Estado de Educação e Desporto informa que tomou conhecimento do ocorrido e acionou a equipe pedagógica para tomar as devidas providências. Não existe determinação para que seja negado o acesso à educação a qualquer estudante da rede pública estadual, seja ela mãe ou não. A atitude não condiz com a boa prática pedagógica estimulada pela secretaria para evitar a evasão dos estudantes. A Seduc ressalta, ainda, que junto à gestão da escola está apurando o ocorrido para buscar uma solução com o intuito de garantir a presença da aluna em sala de aula.”