Segue para quinto dia o julgamento do Caso Lorena, neste domingo (9)

Henoch Reis

Foto: Rafael Braga/ Radar Amazônico

O julgamento do dentista Milton César Freire, acusado de matar com um  tiro na cabeça sua ex-esposa, a perita criminal Lorena dos Santos Baptista, em 2010, segue para seu quinto dia, neste domingo (9). A sessão desse sábado (8) foi marcada pelo depoimento do réu, que passou o dia sendo interrogado pela acusação e defesa. O júri de domingo começa às 9h e deverá ser finalizado por volta das 17h, no Fórum Henoch Reis, no bairro Aleixo, zona Centro-Sul de Manaus.

De acordo com o promotor de Justiça, José Augusto Taveira, o processo tem demorado por conta da quantidade de testemunhas de acusação e defesa, e também pelas análises de laudos periciais que compõe o processo. O julgamento de Milton começou na quarta-feira (5).

Já o promotor de justiça, Armando Gurgel, informou que o processo deverá ser finalizado neste domingo com as fases de debates, com 1h30 de acusação e de defesa e possivelmente réplica e tréplica em torno de 1h de duração, ao todo com uma previsão de 5h de debates para que possa atender as necessidades do Conselho de Sentença.

Segundo o inquérito policial, Lorena foi morta após uma discussão com o ex-marido, que já colecionava um histórico de violência doméstica. A perita teria tido a arma tomada por Milton, que apontou para sua cabeça e atirou, causando a morte instantânea da ex-mulher. Após o crime, Milton deixou o filho aos cuidados de um vizinho e fugiu a pé do local.