Sem dizer quais bairros, prefeito de Urucurituba vai gastar quase R$2 mi com serviços de limpeza pública

Valor será pago a uma empresa localizada na zona rural do município

Foto: divulgação

O prefeito de Urucurituba (a 208 km da capital), José Claudenor de Castro Pontes (PT), conhecido popularmente como “Sabugo”, vai gastar quase R$2 milhões em serviços de limpeza urbana, sem especificar a quantidade de bairros e ruas. O valor é previsto no extrato do termo de contrato N°001/2022 publicado no Diário Oficial dos Municípios nesta sexta-feira (7). (Confira o documento no fim da matéria)

A empresa responsável pelo serviço será a Santuzy da Silva Araújo, inscrita no CNPJ 09.569.164/0001-09, localizada na Zona Rural da cidade e que registra um capital social de R$100 mil. Em consulta ao site da Receita Federal, não constam informações sobre sócios  e administradores.

Fonte: Receita Federal

Apesar de ser contratada para realização de “serviços de varrição manual de ruas, capinação, coleta e transporte de resíduos sólidos e de lixo no município de Urucurituba”, a empresa registra uma atividade principal voltada para “fabricação de artefatos de cerâmica e barro cozido para uso na construção, exceto azulejos e pisos”.

Já as atividades econômicas secundárias da contratada pelo valor de R$1.998.303,58 (um milhão novecentos e noventa e oito mil, trezentos e três reais e cinquenta e oito centavos) envolvem desde locação de barco até atividades de limpeza não especificadas anteriormente.

Atividades econômicas da empresa. —
Fonte: Receita Federal

A cidade

O contrato tem a duração de 12 meses, que divididos pelo valor global totalizam o gasto de R$166.525 por mês (cento e sessenta e seis mil, quinhentos e vinte e cinto reais).

Tal valor chama atenção visto que o documento não informa a quantidade de bairros e ruas que receberão os serviços e de que a cidade possui uma área urbanizada relativamente pequena e abriga 24.098 pessoas, conforme aponta pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

A característica se confirma com os registros de satélites disponíveis na plataforma Google.

Nas imagens, é possível notar que a cidade é pequena.  Imagem: Google

Tendo isso em vista, o Radar procurou a assessoria de comunicação do município e questionou os números de bairros e ruas que receberão os serviços.

Até a publicação desta matéria não obtivemos respostas.

Antecedentes

Sabugo já é um nome conhecido quando se trata de contratações “estranhas”. Em julho de 2020, quando os municípios ainda estavam se adequando à nova realidade da pandemia e com as aulas presenciais suspensas, o gestor gastou mais de R$1 milhão com transporte escolar.

Na ocasião, ele também não prestava informações específicas básicas como a quantidade de tempo que o serviço seria contratado.

Confira o extrato na íntegra:

Fonte: Diário Oficial dos Municípios

Confira a inscrição da empresa na íntegra