Anúncio

Sem estar nem aí pra recomendação do MPC, Romeiro Mendonça faz festa milionária em Figueiredo

Vocês lembram que o Ministério Público de Contas (MPC) recomendou que os prefeitos do interior do Estado, os mesmos que vivem falando de falta de dinheiro para investimentos em setores essenciais como educação e saúde, não fizessem festas que acarretassem em gastos pagos com recursos públicos? Pois, tem prefeito que parece não estar nem aí pra recomendação do MPC. Um deles, pelo que tudo indica, é o prefeito de Presidente Figueiredo, Romeiro Mendonça, que está protagonizando uma situação, no mínimo, absurda – pra não dizer coisa bem pior, tá meu povo?

Imagina que, apesar da população de Presidente Figueiredo reclamar de diversos problemas nos serviços públicos, Romeiro Mendonça decidiu gastar mais de R$ 1 milhão só de pagamento em cachês de artistas nacionais que trouxe para a festa do Cupuaçu. Isso sem falar em gastos com passagens, estadia e outras exigências que artistas de renome costumam fazer. E também não estamos falando da estrutura pra festa, como os vários palcos, a iluminação e a sonorização.

O Radar bem que tentou saber com a Prefeitura de Presidente Figueiredo qual o montante de recursos públicos gastos com a Festa do Cupuaçu deste ano, mas não houve resposta. Nossa reportagem fez contato com a assessoria de imprensa do prefeito, na quinta-feira da semana passada, 26 de abril, mas nenhuma informação foi enviada e sequer uma explicação foi dada.

O prefeito Romeiro Mendonça se nega a dizer se houve licitação ou dispensa de licitação, qual a empresa contratada pra trazer as atrações nacionais, quanto custou cada atração nacional, quanto foi gasto na infraestrutura do evento, enfim, a Prefeitura de Presidente Figueiredo não dá qualquer informação sobre a farra com dinheiro público.

Na internet, em sites sobre shows musicais, o Radar conseguiu informações que dão pra ter uma ideia da gastança feita pelo prefeito Romeiro Mendonça. Vários shows contratados pela Prefeitura de Presidente Figueiredo estão entre os mais caros do País, como Luan Santana que custa uma média de R$ 300 a R$ 350 mil. O preço do cachê da dupla sertaneja Matheus e Kauan gira em torno de R$ 250 a 300 mil. Já o cantor Zeca pagodinho aparece com uma média de R$ 200 mil de cachê por show. Valor semelhante, algo em torno de R$ 180 mil é registrado para o show de Roberta Miranda, valor cobrado de cachê no ano passado. E ainda tem o cachê de Alceu Valença, cujo valor não foi encontrado no site, assim como o de Neguinho da Beija-Flor, Wanderley Andrade e a atrações locais.

Ou seja, a mega festa do prefeito Romeiro Mendonça deve passar e muito de R$ 1 milhão, fazendo crer que o povo do interior do Amazonas continua na política do pão e circo, somente isso.