Sem pagamento, construtoras do Minha Casa, Minha Vida demitirão 50 mil

O governo não está fazendo o repasse de pagamentos a construtoras do Minha Casa, Minha Vida, e elas já avisaram ao Planalto que começarão a demitir 50 mil trabalhadores, nos próximos 10 dias.

De acordo com informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o problema persiste desde o início do ano. A dívida chega a R$ 450 milhões, segundo o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, José Carlos Martins.

Segundo a entidade, o programa representa dois terços do mercado imobiliário brasileiro. O Ministério do Desenvolvimento Regional confirmou ter recebido “reclamações de pagamentos abaixo do necessário”, mas disse ser “importante ressaltar que, desde o início do ano, o ministério liberou R$ 732 milhões para o programa”.

Conforme a pasta, há um esforço para antecipar limites para os próximos meses.