Anúncio Advertisement

Sem saber levar um “não”, Belão decide atacar e ameaçar colega de partido

Foto: Divulgação.

No velho discurso típico de homem que não aceita levar um “não” , o deputado estadual Belarmino Lins (PP), o Belão, continua pressionando a deputada estadual eleita Dra Mayara Pinheiro (PP) – colega de parlamento e de partido político – a votar em seu nome na disputa pela presidência da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), mesmo depois da parlamentar já ter declarado voto no deputado Josué Neto (PSD).

Mayara já deixou claro que não quer e não vai votar em Belão, mas o parlamentar, inconformado, encaminhou nota à imprensa dizendo “lamentar o barulho midiático em torno do posicionamento assumido pela deputada eleita Mayara Pinheiro”. Segundo Belão, a definição do voto dela será dada pelo PP, como se a deputada não tivesse vontade própria ou autonomia.

“Entendo que caberá ao comando do PP dizer que tipo de decisão tomará acerca do descumprimento de uma orientação e decisão do partido”, disse Belarmino Lins, em tom de ameaça à colega de partido, assumindo postura de uma decadente forma de fazer política que não se preocupa em convencer, mas sim em perseguir e oprimir.

Ataques
Se não bastassem as ameaças e a tentativa de jogar o PP contra a deputada estadual mais bem votada nas últimas eleições, Belão passa a atacar Mayara Pinheiro – que é vice-prefeita de Coari.

Inconformado com a decisão de Mayara em apoiar Josué Neto em um ato de “transparência e independência”, como afirmou a parlamentar em vídeo onde manifesta seu posicionamento na eleição da Mesa Diretora da Aleam, Belão passou a questionar a transparência dos gastos da campanha da deputada.

Até onde sabemos, cabe à Justiça Eleitoral aferir a regular aplicação dos recursos recebidos na campanha eleitoral. E não só da campanha da Dra Mayara Pinheiro, mas de qualquer um dos candidatos na disputa eleitoral , inclusive de Belarmino Lins. Mas, mesmo com décadas de Parlamento estadual, parece que Belão esqueceu como “a banda toca”!