Semsa realiza Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite

A Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa), realizará, no período de 6 a 31 de agosto deste ano, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite. A mobilização nacional, também chamada de “Dia D”, ocorrerá no dia 18/8.

Segundo a Semsa, a vacinação contra poliomielite ocorrerá em 183 salas de vacina públicas distribuídas tanto na zona urbana, como na zona rural de Manaus.

De acordo com o secretário municipal de saúde, Marcelo Magaldi, a estratégia criada para este ano tem o objetivo de manter elevada cobertura vacinal contra a poliomielite no município.

“O trabalho das nossas equipes é evitar a reintrodução do vírus selvagem desta doença, por isso temos um compromisso com a população alvo desta ação, que é de crianças de um ano até quatro anos 11 meses e 29 dias, correspondendo a 138.641 crianças”, informou Magaldi.

A meta mínima a ser alcançada corresponde a 95% de cobertura vacinal, correspondendo a 131.709 crianças vacinadas. Todas as crianças nesta faixa etária devem receber a vacina, mesmo aquelas que estão com a situação vacinal completa. A proteção conferida pela vacina é cerca de 90 a 95% e fatores individuais podem interferir na proteção e sua duração.

Sobre a Pólio

A Poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas infectadas e provocar paralisias musculares, sendo os membros inferiores os mais atingidos. A vacinação é a única forma de prevenção da doença.

Segundo a chefe da divisão de imunização da Semsa, Isabel Hernandes, os pais e responsáveis são atores sociais importantes no processo de manutenção da eliminação dessa doença.

“Nós chamamos a atenção para o fato de que os pais e/ou responsáveis devam comparecer aos serviços de vacinação com suas crianças,levando a caderneta de vacinação para avaliação e registro. A imunização é muito importante para evitar as doenças”, explicou Isabel Hernandes.