Senadores e deputados articulam frente anticorrupção em apoio a Moro

Depois da indicação do juiz Sérgio Moro, pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, para ocupar o “superministério” da Justiça no futuro governo, senadores e deputados já articulam, no Congresso Nacional, uma frente anticorrupção. O objetivo é associar seus nomes à pauta que o comandante da Lava Jato defende.

A proposta, de acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, deve fazer com que esses parlamentares sejam a base de sustentação para as medidas que o magistrado propuser ao Legislativo.

Até mesmo nomes da oposição estão dispostos a entrar no grupo. O entendimento é de que, à medida em que apoiam Moro, eles tiram dos parlamentares eleitos com o novo presidente a marca de “exclusividade” no combate à corrupção. Dessa forma, transformam a pauta em algo de interesse de todos.

Ainda conforme a coluna, a frente já chegou a consultar um dos idealizadores das Dez Medidas contra a Corrupção, o coordenador da Lava Jato e procurador da República Deltan Dallagnol, sobre a frente. A ideia é que os parlamentares também mantenham contato permanente com a coordenação da Lava Jato em Curitiba (PR).

Fonte: Notícias ao Minuto