Serafim considera motociata de Bolsonaro em Manaus um “escárnio” ao luto por Bruno e Dom

Deputado destacou também que o presidente chega a Manaus no momento em que entra em vigor um novo aumento na gasolina e no diesel

Foto: reprodução

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) classificou como “escárnio, falta de respeito e sensibilidade” a nova viagem do presidente Jair Bolsonaro a Manaus, neste sábado (18) para participar de uma motociata com apoiadores, pouco mais de 48 horas após a Polícia Federal encontrar os restos mortais que seriam do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira, assassinados no Vale do Javari, no Amazonas. O evento está previsto para ocorrer no sábado, 18

“A vinda do presidente da República a Manaus, neste momento, para participar de uma motociata, é um escárnio, é uma falta de respeito e sensibilidade à vida humana. É um escárnio, em primeiro ponto porque nós estamos de luto, foi no nosso solo, foi na nossa terra, que duas pessoas foram eliminadas brutalmente, que foram assassinadas barbaramente, crimes que mexeram com todo o mundo. O mundo inteiro está protestando e querendo maiores esclarecimentos sobre tudo isso que aconteceu”, criticou Serafim.

Serafim destacou também que o presidente vem à capital amazonense no instante em que a Petrobras anuncia reajustes de 5,2% no preço da gasolina e de 14,2% no preço do diesel.

“Ele vem exatamente no dia em que a Petrobras anuncia o aumento do preço dos combustíveis. Aí vem uma motociata para quê? Para mostrar para o povo que o combustível continua aumentando? Apesar dele atribuir a culpa ao ICMS, que não aumentou, continua o mesmo. Quem aumentou o preço dos combustíveis foi a Petrobras, que tem a sua diretoria nomeada por ele. Portanto, é inconveniente, é inaceitável, é um escárnio essa vinda do presidente para fazer uma motociata nesse momento de luto e nesse momento em que ele traz uma péssima notícia, que é o aumento do preço dos combustíveis”, completou o deputado.