Serafim Corrêa diz que arrecadação do Amazonas aumentou em quase R$ 2 bilhões este ano

Foto: Assessoria

O Amazonas teve um aumento na arrecadação de R$ 1.945 bilhão até setembro de 2020. A informação foi divulgada pelo deputado Serafim Corrêa (PSB) na manhã desta quinta-feira, 1º, durante sessão híbrida da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). O parlamentar fez uma comparação onde mostrou que a arrecadação deste ano foi quase R$ 2 bilhões a mais do que em 2019.

“Ontem, encerrou o nono mês. Pude comparar, então, a arrecadação de 2019 com a arrecadação de 2020. Em 2019, a arrecadação foi de R$ 13.447 bilhões e a de 2020, R$ 15.392 bilhões. A arrecadação de 2020 foi R$ 1.945 bilhão a mais, ou seja, quase R$ 2 bilhões a mais.  O que nos remete que vamos fechar o ano com excesso de arrecadação com algo em torno de R$ 3 bilhões, ao menos”, explicou.

O deputado ainda disse que o problema do Estado não está na arrecadação, mas na qualificação da despesa.

“O problema do governo do Estado não é a arrecadação. Nesse campo ele está indo muito bem, mas o problema está na qualificação da despesa. A CPI (Comissão de Inquérito Parlamentar) da Saúde identificou esquemas tenebrosos que merecem continuar sendo apurados pelos órgãos de controle”, disse.

Suspensão de auxílio funeral

O líder do PSB na Casa legislativa também criticou a medida do governo do Amazonas em suspender o pagamento do auxílio funeral de seus servidores, desde 1º de janeiro de 2019.

“O servidor morre. A sua família tem direito a um receber um mês de salário para custear despesas com o funeral. Ele não pode dizer que é falta de dinheiro. É falta de sensibilidade humana o não pagamento do auxílio funeral de famílias que perderam seus entes queridos. Isso não é um favor não. É um direito que a família tem. Isso contraria a dignidade humana. Espero que o governador e seus secretários tenham sensibilidade para suspender a proibição”, concluiu.

(*) Com informações da assessoria