Sindicato convoca professores para paralisação nesta segunda (15) e marca mobilização na “porta” do Governo (ver vídeo)

O Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom Sindical), publicou vídeo convocando os professores para a greve nesta segunda-feira (15) e anunciou que realizará uma manifestação, em frente “ao local de trabalho do governador”, – sede do governo – na avenida Brasil, zona Oeste da capital.

A convocação foi feita por meio de um vídeo, divulgado nesse domingo (14), nas redes sociais. No vídeo, a presidente do Asprom Sindical, Helma Sampaio, destaca que a categoria tem buscado uma contraposta melhorada do governador de Wilson Lima (PSC), que segundo ela, tem se mantido intransigente.

“Em campanha ele (Wilson Lima) fez uma promessa de que em seu governo os professores não entrariam e nem precisariam fazer greve. E nós, queremos que ele prove e mostre que a sua fala em campanha não era uma mentira”, disse Helma.

“Nós queremos o respeito do governador e por isso vamos estar amanhã em frente à sede do Governo em alto e bom som para dizer que não aceitamos sermos enganados e que ele precisa olhar com respeito os trabalhadores da educação”, completou a representante da entidade.

A concentração dos professores para o ato público será a partir das 9h. Na sexta-feira (12), o Asprom Sindical aprovou a paralisação em uma assembleia geral, realizada no centro de Manaus. Após o ato, os representantes da entidade seguiram para a sede do governo, onde protocolaram o documento de instalação de greve, conforme prevê a legislação.

Já no último dia 9, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), também aprovou a greve geral a partir desta segunda. A previsão é que professores da capital e do interior do Estado comecem uma paralisação por tempo indeterminado.