Sinésio bem que tentou fugir da votação e mesmo sobre pressão votou com a oposição (ver vídeo)

O deputado Sinésio Campos (PT) bem que tentou fazer igualzinho aquele desenho animado do Leão da Montanha: saída pela direita! Para não se indispor com o governo e nem votar contra policiais civis e militares que lotavam as galerias da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), ele se absteve em duas votações.

Como já estava sendo alvo da ironia e do sarcasmo dos seus colegas de Parlamento por ficar “em cima do muro”, na hora da votação das emendas impositivas que destinavam recursos para pagamento de promoções da PM, escalonamento do reajuste salarial de policiais civis e auxilio fardamento, desta vez Sinésio Campos decidiu sumir do plenário, mas nem assim escapou de notarem sua ausência.

Parlamentares, tanto de oposição quanto de situação, chamavam por Sinésio nos microfones e seu nome virou motivo de piada dos colegas ao ser classificado de “fujão”. Nas galerias, em coro, os policiais gritavam seu nome como a pedir que ele votasse a favor deles.

Ele se viu obrigado a voltar ao plenário, mas mesmo assim levou uma eternidade pra votar, usando como fuga um discurso longo e arrastado. Em sua volta, um monte de deputados governistas bem que tentaram convencê-lo a votar com o Governo e contra as emendas da oposição, mas ele não não conseguiu votar contra as reivindicações dos servidores da Segurança Pública. Ele votou “sim”, a favor das emendas. (Any Margareth)

Foto: Erik Oliveira