Sinetram entra na justiça para impedir greve dos rodoviários em Manaus

FOTO: MARCIO SILVA

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), anunciou que entrará na Justiça nesta segunda-feira (21), para conseguir uma liminar que impeça a paralisação geral dos trabalhadores de transporte público na capital. A greve foi anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus, na sexta-feira (18).

Segundo o Sinetram, o órgão municipal foi notificado sobre a paralisação ainda na sexta-feira, e que nesta segunda se posicionará sobre a decisão. “Vamos entrar na Justiça para conseguir uma liminar para impedir a greve geral”, informou por meio de assessoria.

A paralisação dos rodoviários foi decidida, após assembleia geral da categoria. Por meio de nota, o Sindicato informou que os trabalhadores entrarão em greve geral por tempo indeterminado, a partir das 00:00 do dia 23 deste mês. Eles reivindicam o reajuste salarial de 3,5% e dissídio coletivo referente a 2018/2019.

No documento, a entidade diz que a “categoria está aberta para negociar a pauta de reivindicações até o último instante para a paralisação”.