Anúncio

Sistema prisional do AM vai produzir máscaras de proteção e álcool em gel

Fotos: Divulgação Secom

Os detentos do sistema prisional do Amazonas passarão a confeccionar máscaras de proteção e álcool 70º para o combate à disseminação do novo coronavírus. No total, serão produzidas 120 mil máscaras descartáveis.

Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), serão confeccionadas 10 mil máscaras de proteção semanais, com a expectativa total de 120 mil. Após a produção, o material passará por um processo de esterilização na Fundação de Vigilância Sanitária (FVS), sendo destinado em seguida para usuários do sistema de saúde que apresentarem sintomas leves do novo coronavírus e aos profissionais da área de assistência social e de outros serviços de atendimento ao público.

“O serviço de confecção das máscaras reverte às apenadas ganho duplo. Pois garante a remição da pena pelo trabalho e, também, com o aumento da autoestima dessas pessoas que se sentem valorizadas por contribuir com uma causa nobre de saúde pública”, afirmou o titular da Seap, coronel Vinícius Almeida.

Álcool 70º

A Seap firmou parceria com a Distribuidora Atem e a Indústria e Química Credie que vai permitir a produção de álcool 70º, um dos itens de prevenção indicado pelas autoridades de saúde contra o coronavírus.

Em parceria com as empresas de cogestão do sistema prisional (Reviver Administração Prisional Privada, Embrasil Serviços, Umanizzare Gestão Prisional e RH Multi), serão produzidas 250 mil garrafas de 100 ml do produto.

Toda produção será enviada à Secretaria de Estado da Saúde (Susam), que ficará responsável pela distribuição aos agentes dos sistemas de saúde e de segurança pública.

(*) Com informações da Seap