Situação no viaduto Ayrton Senna não causa danos, diz Seminf

A equipe técnica da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) informou ao Radar, nesta sexta-feira (14), que a situação no viaduto Ayrton Senna, localizado na avenida Mário Ypiranga, não se trata de uma rachadura e sim uma abertura comum na junta de dilatação.

“Não se trata de uma rachadura. O local apresenta uma abertura comum na junta de dilatação do equipamento em concreto. As juntas são espaços vazios que permitem que a parte da estrutura se movimente com flexibilidade. Abertura que está exposta não causa danos e não altera as características”, diz trecho da nota enviada ao Radar.

Além disso, de acordo com a Seminf, anualmente é realizada uma fiscalização dos equipamentos e já está sendo realizado um laudo para atuar com manutenção das juntas. O equipamento mantém toda sua funcionalidade e segurança.

Fiscalização do MP-AM

Nessa quinta-feira (13), o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) esteve no viaduto constatou que o local apresentava uma rachadura, que estava sendo disfarçada com asfalto mas que não resistiu ao trabalho intenso das juntas de dilatação. De acordo com o órgão, durante a vistoria ficou constatada a deterioração da junta de dilatação, além da exposição da ferragem da plataforma de concreto do viaduto.

Diante disso, foi determinado o encaminhamento de ofício à Seminf para que se manifeste sobre o assunto, indicando se as patologias indicadas comprometem a segurança do viaduto, se houve manutenção preventiva no local, se há cronograma de manutenção preventiva para os viadutos e pontes de Manaus e, se houver, que seja encaminhado ao MPAM.