“Sou impedrejável”, diz Bolsonaro ao criticar Lula e Doria

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Em interação com apoiadores nesta segunda-feira (14/6), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Após uma apoiadora dizer que opositores jogam muitas pedras no presidente e que Deus as junta para construir um castelo, o mandatário afirmou ser “impedrejável”.

“Sou impedrejável, mais uma aí”, disse ele na saía do Palácio da Alvorada. O presidente tem dito ser “imorrível, imbrochável e incomível”.

Na conversa com simpatizantes, Bolsonaro disse que há uma demonstração clara de quem quer voltar ao poder em 2022. Ele se referiu a Lula como “nove dedos” e disse que mais gente ficou mal acostumada com o poder.