Sudoeste do Japão entra em alerta máximo devido à forte chuva

Departamento de Bombeiros de Shizuoka

As autoridades japonesas ativaram hoje o alerta mais alto em vários municípios do sudoeste do arquipélago, após a Agência Meteorológica do Japão (JMA) ter alertado para as chuvas torrenciais que já começaram a cair na região.

Os alertas de nível 5 – o mais elevado em caso de catástrofe natural – foram ativados em várias localidades de Kumamoto, Miyazaki e Kagoshima (todas na ilha de Kyushu), onde vivem cerca de 245 mil pessoas, segundo a agência de Kyodo.

O alerta 5 significa que aqueles que ainda não foram retirados devem refugiar-se no local mais seguro possível.

Nesse caso, as autoridades aconselham os moradores que ainda estão em suas casas a se afastarem de rios e montanhas (devido ao perigo de um deslizamento de terras) e a buscarems andares superiores ou mesmo telhados, se necessário.

A emergência no sudoeste do Japão foi declarada uma semana após fortes chuvas de monção, que desencadearam um deslizamento de lama, deixando até agora nove mortos e 20 desaparecidos na cidade de Atami (a cerca de 80 quilômetros a sudoeste de Tóquio).