Susam dá continuidade ao projeto de redesenhar a regionalização da saúde

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) realiza a 4ª Oficina de Retomada do Processo de Regionalização da Saúde no Amazonas, com o tema repensando a saúde no território. O evento será realizado nos dias 31 de agosto e 1º de setembro e reunirá cerca de 50 profissionais de diversas áreas como saúde, educação, vigilância em saúde, forças armadas e órgãos de controle.

“O Governo do Estado trata a regionalização da saúde com prioridade, uma vez que já estamos convencidos de que essa é a forma mais viável de levar atendimento de saúde de qualidade as pessoas que residem nos municípios e comunidades do interior do estado”, destaca o secretário de estado de saúde, Vander Alves.

A diretora do Departamento de Planejamento e Gestão (Deplan), Radija Lopes, informa que esta 4ª Oficina encerra o ciclo de debates sobre a regionalização da saúde no estado e que nesta etapa o objetivo é conhecer e entender como funcionam os processos de regionalização em outras áreas, como a educação. “Nós vamos conhecer o processo de regionalização da educação, saber como foi planejado, o que foi feito na prática e ver o que pode ser aproveitado dessa experiência para aplicar no processo da saúde”, explica Radija.

Outro assunto que será destaque nessa rodada de discussão é a saúde indígena e o como deve ser organizado o acesso dessa população aos serviços especializados. “A população indígena tem acesso garantido aos serviços básicos, mas é preciso organizar o acesso aos cuidados especializados e isso será discutido com representantes da saúde indígena, que conhecem a realidade dessa população”, disse Radija.

Também estarão participando da oficina, representantes das Forças Armadas, Ministério Público Federal e Fiocruz. “Todas essas instituições são parceiras da saúde, seja desenvolvendo ações de atenção em saúde, seja fiscalizando e orientando, por isso resolvemos dar a oportunidade a eles de também trazerem a sua visão e contribuir com informações que enriqueçam nosso planejamento e nossas ações”.

Novo desenho

O Amazonas já possui um projeto de regionalização, através do qual os municípios do interior foram agrupados em blocos e trabalham de forma integrada entre si a fim de oferecer serviços especializados em saúde para a população daquela região. A proposta da Susam é refazer o desenho da regionalização, a fim de dar maior resolutividade aos serviços de saúde ofertados.

“A Comissão Intergestores Tripartite (CIT) publicou uma portaria esse ano, trazendo novas diretrizes sobre a regionalização da saúde no país e nós estamos estudando e coletando informações para formular uma nova proposta de regionalização para o Amazonas, a fim de fortalecer esse sistema e dar melhor assistência a quem reside no interior”, destaca Radija.

Na prática uma regional de saúde é formada pelos municípios mais próximos e um deles funciona como polo de saúde. Os municípios que compõem a regional devem trabalhar unidos a fim de fortalecer esse polo, investindo na infraestrutura da rede hospitalar existente a fim de que a mesma possa ter condições de ofertar atendimento especializado. “Esse modelo irá permitir que lá na regional tenha uma unidade de saúde especializada, permitindo que o paciente tenha acesso ao serviço sem precisar se deslocar para a capital”. finaliza Radija.

FOTO: BRUNO ZANARDO/SECOM (ARQUIVO)