Susam quer fechar laboratório do PAM da Codajás e entregá-lo à iniciativa privada

Pam codajás

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) planeja fechar o laboratório do PAM da Codajás, no próximo dia 1 de fevereiro. A intenção, de acordo com a denúncia, é transferir o serviço (oferecido gratuitamente à população) para uma empresa privada.

Mais esta denúncia na saúde do Amazonas foi recebido pelo deputado estadual Luiz Castro (Rede), hoje (14). Segundo o parlamentar, é um ‘contrassenso’ privatizar serviços essenciais já prestados pelo Poder Público.

“Parece que os interesses privados ilegítimos ganharam tanta força no nosso estado, que o superior interesse público está sendo jogado ao léu: Em plena crise da Saúde, enquanto os aprovados no Concurso 2014 da Susam aguardam ser chamados, muitos deles na área laboratorial”, assinalou o deputado.

Alerta

Luiz Castro afirmou que alertou o titular da Secretaria, Pedro Elias, na reunião da última terça-feira (12), no Ministério Público Federal (MPF). Na ocasião, o parlamentar ouviu do secretário que desconhecia a informação. “Desconhecer essa decisão… Muito estranho que ele não saiba nada sobre uma decisão tão grave”, avaliou o deputado.

Números

O Laboratório de Imagens Gilberto Mestrinho realiza em média 30 mil atendimentos por ano, resultando em cerca de 150 mil pessoas assistidas. Ou seja: o laboratório não dá prejuízo para o Governo do Estado.

A denúncia também afirma que o dinheiro para a compra de medicamentos está sendo repassado. Além disso, os remédios estariam sendo adquiridos de fabricantes de medicamentos clandestinos, em Manaus.