Suspeito de matar companheira é preso em São Gabriel da Cachoeira

Foto: divulgação

O indígena da etnia Tuyuka e soldado do Exército, Celésio Marques Resende, de 25 anos, foi preso nessa segunda-feira (8), pelo crime de feminicídio cometido contra sua companheira, Anazilda Cordeiro Barra, de 20 anos, da mesma etnia. O crime ocorreu na madrugada de domingo (07), por volta de 5h, na residência do casal, em Pari-Cachoeira, no minicípio de São Gabriel da Cachoeira (distante 852 quilômetros em linha reta da capital).

A prisão foi realizada pela equipe da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de São Gabriel da Cachoeira, em parceria com o 5° Batalhão de Infantaria de Selva.

Segundo o escrivão Celso Delgado, gestor interino da DEP, testemunhas ouviram agressões físicas e verbais oriundas da residência do casal. Por volta das 6h, Celésio pediu ajuda aos vizinhos relatando que Anazilda estava passando mal. Quando as testemunhas entraram na residência, encontraram uma criança de um ano e dez meses, filho do casal, amamentando-se na mulher, já morta.

“Recebemos a informação, por meio do 5° Batalhão de Infantaria de Selva, que o crime havia ocorrido em Pari-Cachoeira. Em contato com uma agente de saúde, com o líder da comunidade e com uma enfermeira do Exército, recebemos o relato dos acontecimentos. O acusado foi conduzido até a sede da delegacia e está sendo lavrado flagrante pelo crime de feminicídio”, detalhou.

Celésio foi recolhido à carceragem do 5° Batalhão de Infantaria da Selva, por ser soldado do Exército, onde permanecerá sob ordem judicial.