Suspeito de pedofilia exigiu presença de criança em motel: 'Vai ver tudo'

Suspeito de pedofilia exigiu presença de criança em motel: 'Vai ver tudo'

A criança de um ano e meio que estava sob os cuidados da prima, a adolescente encontrada com um homem de 50 anos dentro de um quarto de motel em Santos, no litoral de São Paulo, foi levada até o local a pedido do suspeito para “assistir” a relação sexual. A informação é do conselheiro tutelar Weverson Alexandre Café, que acompanhou o caso apresentado no 1º Distrito Policial (DP) da cidade na noite desta segunda-feira (8).

De acordo com o conselheiro, que conversou com a garota de 14 anos na delegacia, a menor confirma que ela e a criança entraram escondidas no motel. “Ela nos informou que a criança entrou no porta-malas e ela ficou abaixada no carro”, afirma Weverson. Os dois menores passaram despercebidos pelos funcionários da recepção porque o vidro do carro estava parcialmente abaixado e o homem fez parecer que estava sozinho no veículo.

Uma funcionária do estabelecimento, que preferiu não se identificar, explicou como eles foram descobertos. “Depois de ouvir um barulho de criança chorando e alguém dizendo para ela se calar, funcionários foram até o quarto e pediram o documento da criança. Primeiro, ele disse que não tinha ninguém lá, depois, se contradisse”, lembra.

O conselheiro também questionou a adolescente sobre o motivo pelo qual a criança não foi deixada em casa. “Ele pediu que ela levasse a criança para ‘ver tudo’. A ida da criança ao motel foi uma exigência dele”, diz. Weverson contou ainda que o homem foi alvo de diversas denúncias anônimas.

Em depoimento, a garota afirmou que não sabia que iria para um motel. “Imaginei que íamos para um outro lugar. Só entrei porque ele disse que tinha uma piscina. Estou muito arrependida”, diz a jovem, que tem relações com o homem há cerca de um ano.

A adolescente diz ainda que o suspeito tirou fotos de todos, sem roupas. “Nos três ficamos nus, para tirar foto dele e para eu ficar junto com ele”, relata. Segundo a Polícia Militar, o homem apagou as imagens antes da chegada da equipe.

O suspeito foi preso em flagrante e indiciado por tentativa de estupro. Os menores foram levados até o Instituto Médico Legal (IML), onde passaram por exames. O homem foi encaminhado até a cadeia anexa ao 5° DP de Santos. O Conselho Tutelar acompanhará as investigações. Os familiares dos menores foram até a delegacia, onde prestaram depoimento.