Suspeito diz à polícia que é motorista de aplicativo e ficou surpreso ao ver passageiro matando gari no Japiim

Outro suspeito do crime segue foragido, segundo a polícia

Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (29) foi revelada a identidade do primeiro suspeito de envolvimento na morte de Aldenir Rodrigues Castilho, de 25 anos, ocorrida no bairro Japiim, na última terça-feira (26). O suspeito foi identificado como Weverton da Silva e Silva e era o motorista do veículo filmado na execução. Para a polícia, Weverton revelou que é motorista de aplicativo e que estava em meio à uma corrida quando o passageiro matou Aldenir. Apesar da versão dada pelo suspeito, a polícia afirma não acreditar nessa hipótese.

“Ele se declara um motorista de aplicativo que estava trabalhando naquele momento. Obviamente não nos convenceu. Ele disse que estava fazendo uma corrida quando essa pessoa (Rafael), pediu para parar nessa rua. E logo após ele parar, ele viu essa pessoa entrar com uma arma na mão dizendo que queriam matá-lo e que era para ele sair dali imediatamente”, afirmou o delegado Ricardo Cunha, titular da DEHS.

O suspeito foi preso no Riacho Doce, na zona Norte. O carro, que foi alugado por Weverton no último dia 2, também foi apreendido. O proprietário do veículo foi acionado para esclarecimentos.

De acordo com a polícia, Weverton possui passagem pela polícia pelos crimes de homicídio e roubo. Durante o depoimento, ele apontou Rafael Lira dos Santos, conhecido como “Negão”, como o pistoleiro que matou o gari e que segue foragido.