Taxa de transmissão da covid no Brasil atinge nível mais alto do ano

ANDRÉ PERA/PERA PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A taxa de transmissão da covid-19, estimada pelo Imperial College London, chegou nesta terça-feira (16) ao patamar mais alto observado em 2021.

Os dados mostram que o chamado Rt — uma mediana de quantas pessoas um indivíduo com o vírus é capaz de infectar — atingiu 1,23. O registro anterior havia sido de 1,13.

Na prática, se antes 100 pessoas infectadas transmitiam o vírus para outras 113, agora, as mesmas 100 podem passá-lo para 123.

Estas 123 têm potencial para transmitir para outras 151, que vão infectar outras 186, depois, 228… representando assim uma aceleração da pandemia no país.

Apenas quando o Rt estiver menor que 1 é que há um indicativo de redução do contágio. Neste ano, o Brasil chegou a 1,02, mas nunca abaixo disso.

As estimativas do Imperial College encontram respaldo na realidade. A média diária de novas infecções pelo coronavírus disparou nas últimas duas semanas no país, chegando ao recorde de 71.443 no último dia 13.

O mesmo tem ocorrido com as médias diárias de mortes, que ontem foi de 1.841.

Segundo o Imperial College, o Brasil pode ter 15,1 mil mortes por covid-19 entre hoje e 22 de março. Na semana anterior, os pesquisadores contabilizaram 12,3 mil óbitos.