“Tem muita gente morrendo por falta de oxigênio”, dizem profissionais de saúde ao Radar em pedidos de socorro (aúdios e vídeos)

Foto: Reprodução

Em áudios e vídeos enviados ao Radar, nesta quinta-feira (14), com relatos desesperados da morte de pacientes por falta de oxigênio nas unidades de saúde pública do Amazonanas, médicos e enfermeiros apelam para que se mande a impensa nesses locais como forma de pressionar o Poder Público a tomar uma atitude para resolver o problema com urgência.

“Os pacientes estão começando a morrer agora, acabou o oxigênio na UPA Campos Sales, Zé Rodrigues, e na José Lins, os pacientes vão morrer direto agora, não tem mais oxigênio lá na UPA, ajuda!”, diz uma enfermeira em tom de pedido de socorro.

Em outro áudio, uma servidora da saúde , relata que no Hospital Getúlio Vargas, situado na avenida Ayrão, Centro de Manaus, não tem mais um cilindro de oxigênio sequer. “Eu estou desesperada! Como pode ter chegado a essa situação!”, diz o servidor em tom de súplica para que mande a imprensa pro local para fazer pressão e quem sabe uma solução seja dada “Tá morrendo muita gente”, acrescenta o servidor.

Em outro áudio com visível pedido de socorro, outro servidor diz que, no Hospital Getúlio Vargas, os pacientes estão sendo ambuzados (ventilação manual).

“Se alguém puder ajudar para fazer o revezamento para ambuzar o pessoal no CTI no 5º andar por favor estamos precisando! Estamos com os bombeiros aqui no 6º andar, mas eles se recusam a fazer qualquer coisa porque eles não recebem ordem de ninguém do Getúlio Vargas. A situação é crítica, quem puder ajudar vamos a luta”, conta outro servidor ao Radar.

Tropical

Segundo informações repassadas ao Radar, na Fundação de Medicina Tropical também já acabou o oxigênio na manhã desta quinta-feira, deixando pacientes em desespero.