TJAM nega relaxamento de prisão e acata mais uma denúncia contra Adail Pinheiro

TJ-AM1O pleno do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) decidiu, nesta terça-feira (18), por unanimidade dos seus membros, pelo não afastamento do desembargador Rafael Romano do julgamento de processos contra Adail Pinheiro, como estava sendo requerido pelos advogados do prefeito. Além dessa decisão, o TJAM decidiu ainda acatar mais uma denúncia contra o prefeito por “crime contra a administração pública e atos de improbidade”, relativa ao não repasse dos recursos para a Câmara Municipal de Coari, em 2008. O julgamento do habeas corpus para relaxamento de prisão do prefeito teve manifestação negativa por parte do relator do processo, desembargador Rafael Romano, mas não houve julgamento por causa de pedido de vistas do desembargador Aristóteles Thury.