‘Torcemos para que a Justiça faça valer o que está na Constituição’, diz Roberto Cidade sobre reunião com presidente do STF, em Brasília (ver vídeo)

A reunião com o ministro Luiz Fux acontece nesta quinta-feira (5) em Brasília (DF)

Foto: Divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Roberto Cidade (União Brasil), participa na tarde desta quinta-feira (5), em Brasília, de uma reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, a respeito dos decretos do Governo Federal que prejudicam o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM).

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o parlamentar disse que vai abordar com Fux a respeito dos empregos diretos e indiretos que podem ser afetados pelos decretos de Jair Bolsonaro (PL). “São mais de 500 mil amazonenses, que são os empregos da Zona Franca de Manaus diretos e indiretos que serão prejudicados. A floresta amazônica, como todos sabem, se mantém em pé devido ao modelo econômico da Zona Franca de Manaus. Hoje, o Estado do Amazonas é dependente desse sistema que representa nossa maior matriz econômica”, ressaltou.

O parlamentar lembrou ainda que a ZFM está na Constituição. “Nós estamos aqui representando a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas e torcemos para que a Justiça faça valer o que está na Constituição do nosso Brasil”, destacou o parlamentar.

O deputado Roberto Cidade participou, nessa quarta-feira (4), de uma reunião com o ministro do STF, Alexandre de Moraes, ao lado do governador Wilson Lima (União Brasil), do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mauro Campbell e o titular da Secretaria de Estado de Fazenda do Amazonas (Sefaz-AM), Alex Del Giglio.

Na ocasião, o ministro Alexandre de Moraes se mostrou bastante receptivo aos argumentos apresentados, ele compreende a importância da Zona Franca de Manaus.

Confira o vídeo: