Anúncio

​​Traficantes impedem equipe da Semsa de vacinar no Jorge Teixeira e Arthur pergunta para Amazonino, cadê a polícia?

Após traficantes impedirem uma equipe de combate ao sarampo da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), de continuarem a vacinação no Bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto emitiu uma nota para denunciar a ocorrência e pedir reforço policial na região ao governador Amazonino Mendes. O caso ocorreu na noite dessa quarta-feira (18). Segundo informações, no momento da ação dos criminosos, uma equipe de televisão acompanhava os agentes de vacinação.

“Eu faço um apelo muito encarecido ao Governador do Estado, que entre com tudo que possa ter de força policial, porque nós não podemos deixar nunca que o Amazonas vire propriedade de traficantes. O Amazonas é propriedade dos amazonenses. E portanto, eu estarei com as equipes da Saúde na rua a partir de amanhã. E se o tráfico quiser impedir que isso aconteça, vai ter que impedir que eu pessoalmente faça o acompanhamento à vacinação”, disse o prefeito.

Arthur ressaltou na nota que o trabalho de vacinação no bairro não deve ser paralisado e frisou que deve acompanhar pessoalmente os agentes da Semsa. “Se os traficantes quiserem fazer alguma coisa, me terão à disposição deles. Mas que nós vamos vacinar, nós vamos vacinar! O povo de Manaus precisa, o povo de Manaus merece”, finalizou.

Sobre a ocorrência denunciada pelo prefeito, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) informou, por meio de nota, que determinou a instauração da operação de saturação e que o caso relatado será investigado pela Polícia Civil.

Confira nota do Prefeito Arthur Virgílio na íntegra

“É uma notícia muito grave e triste que eu trago ao conhecimento do povo de Manaus e do povo brasileiro. Uma equipe nossa de combate ao sarampo, trabalhando com muito amor pela cidade, com muito amor pelas pessoas, estava vacinando moradores do bairro Jorge Teixeira e sendo acompanhada de uma rede de televisão, quando traficantes do bairro, filiados à falange de tráfico que ameaça dominar este Estado impediram a continuação da vacinação que pode salvar bebês e adultos manauaras.

Eu faço um apelo muito encarecido ao Governador do Estado, que entre com tudo que possa ter de força policial, porque nós não podemos deixar nunca que o Amazonas vire propriedade de traficantes. O Amazonas é propriedade dos amazonenses. E portanto, eu estarei com as equipes da Saúde na rua a partir de amanhã. E se o tráfico quiser impedir que isso aconteça, vai ter que impedir que eu pessoalmente faça o acompanhamento à vacinação.

Mas eu peço encarecidamente que o governador coloque as forças policiais todas na rua porque realmente é de indignar qualquer um nós imaginarmos que tem uma equipe salvando vidas e ao mesmo tempo arriscando as suas vidas, porque traficantes, gente da pior ordem, da pior laia, do pior caráter, da pior extração; gente desse tipo acha que pode com a força das suas armas impedir que um trabalho benemérito das equipes da Semsa que estão enfrentando o sarampo, que ameaça tantas pessoas, domine a situação.

É com indignação que eu faço essa declaração. É com indignação, é com comoção, e é com a certeza de que o governador tomará as providências mais duras, porque eu estou deixando tudo bem claro. Confio que amanhã nós estaremos acompanhados de força policial para ninguém se atrever a fazer o que hoje aconteceu.

Mas eu, de noite, acompanharei as equipes da Semsa pessoalmente e se os traficantes quiserem fazer alguma coisa, me terão à disposição deles. Mas que nós vamos vacinar, nós vamos vacinar! O povo de Manaus precisa, o povo de Manaus merece”.

ARTHUR VIRGÍLIO NETO

Prefeito de Manaus

Ouça o áudio do prefeito