TRE abre seção de votação em comunidade indígena do Amazonas

Foto: Divulgação

Em busca de exercerem seu direito ao voto, os indígenas habitantes da Comunidade Maronau precisavam viajar por dois dias até chegarem a seção de votação mais próxima de suas aldeias. Por esse motivo, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargador Wellington José de Araújo, montou uma força tarefa, em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai), para garantir que os eleitores pudessem escolher seus representantes de forma mais acessível. A operação para a implantação de uma seção de votação na comunidade exigiu até o uso de um helicóptero.

A Comunidade Maronau está localizada no Vale do Javari, uma terra indígena que possui a maior concentração de povos isolados do mundo e que faz parte do município de Atalaia da Norte, no extremo Oeste do Amazonas na fronteira com o Peru.

Por conta da distância entre a comunidade e a sede do município, muitos indígenas desistiam de votar. Além disso, de acordo com Paulo Marubo, coordenador da UNIVAJ (União dos Povos Indígenas do Vale do Javari), a implantação de uma seção de votação vai evitar a saída dos jovens das aldeias, além de diminuir a exposição dos indígenas na cidade. O coordenador também acredita que a urna de votação mais acessível também estimula os indígenas a aumentarem sua representatividade na Câmara Municipal da cidade.

A juíza Eleitoral, Dra. Andréa Jane Silva de Medeiros, falou da importância da abertura daquele local de votação. Ela ressaltou, ainda, o grande número de mulheres se cadastrando para o voto, pois com a distância do antigo local de votação, elas não se dispunham a deixar seus filhos e afazeres na aldeia para votar.

No total, foram realizados 153 cadastramentos, entre eleitores que obtiveram seu primeiro título, e outros que transferiram seu título de eleitor para aquele local de votação. O líder da comunidade, Cacique Júlio Marubo, disse que todos estão muito felizes por poder exercer seu direito sem ter que se ausentar por tanto tempo da aldeia.

Inclusão de outras aldeias

Em 2014, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) incluiu outras seis aldeias do Vale do Javari como locais de votação. A inclusão foi realizada em missões feitas em parceria com a Funai.

Indígenas que demoravam, por vezes, sete dias de viagem em pequenos barcos para votar na sede do município, passaram a votar em suas Aldeias, ou em aldeias próximas.

*Com informações da assessoria