Anúncio

Tribunal de Contas suspende festas em Rio Preto da Eva

O vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), conselheiro Mário de Mello, determinou que o município de Rio Preto da Eva deixe de realizar novas despesas com festas ou eventos até que comprove ter recursos capazes de sustentar suas necessidades básicas. (Veja decisão no fim da matéria)

A decisão foi tomada após o Ministério Público de Contas (MPC) concluir que o município ultrapassou o limite da Lei Orçamentária, em cerca de R$ 214 mil, para custos com festas.

Na decisão, o conselheiro Mário de Mello citou o orçamento do 36º Aniversário de Rio Preto da Eva, no qual a Prefeitura do município pagou à empresa Balada e Eventos e Produções LTDA. a quantia de R$ 300 mil pela apresentação do cantor Gustavo Lima.

Além do aniversário, a Prefeitura de Rio Preto teve gastos altos em outros eventos como o Carnaforró, ocorrido de 09 a 13 de fevereiro, e a Feira da Laranja, ocorrida de 14 a 16 de Agosto, e que contou com outras atrações nacionais: o cantor Fernandinho e a dupla sertaneja Matheus e Kauan.

O conselheiro Mário de Mello observou ainda que o calendário do município encontra-se repleto de novos eventos, como a 9ª Marcha para Jesus e o 2° Festival de Música Gospel, desrespeitando ainda mais a Lei Orçamentária e de Responsabilidade Fiscal, deixando à margem a infraestrutura de Rio Preto da Eva.

Com informações do TCE-AM.