Trinta e cinco municípios do AM já decretaram Estado de Emergência devido a enchente dos rios

Foto: divulgação

Trinta e cinco municípios do Amazonas decretaram Estado de Emergência devido à cheia dos rios. Em Boca do Acre (distante 1.555 km de Manaus) e em Itamarati ( distante 966 km de Manaus), onde a situação está mais crítica foi decreto estado de Calamidade Pública.

A informação foi confirmada através de uma lista divulgada pela Associação Amazonense de Municípios (AMM), com uma forma de alertar as autoridades do Estado. (veja documento no final da matéria). Entre os 40 municípios do estado, apenas Parintins e Benjamim Constant estão em estado de alerta.

O cenário se torna mais preocupante ainda, ao considerar que anualmente a enchente se estende até o dia 15 de junho.

Um dos municípios mais afetados é o de Manacapuru (distante 98 km de Manaus).  Ao todo 12 bairros estão sofrendo com as inundações, cerca de 32 mil pessoas são afetadas.

Manaus

Na capital do Amazonas, a cheia já atingiu os bairros Presidente Vargas, Centro , Manoel Urbano e Educandos, todos na zona Sul. A Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM) já pediu à Prefeitura de Manaus soluções rápidas, no processo de construção e pontes, além de pedir agilidade na concessão do auxílio-aluguel.

RELATÓRIO DECRETOS MUNICIPAIS – INUNDAÇÕES (CHEIA)15 10.05.2021