Tudo o que você precisa saber para viajar de Manaus a Parintins

Foto: Ingrid Anne/Manauscult

Todos os anos, no último fim de semana de junho, a magia da disputa entre os bumbás Garantido e Caprichoso acontece em Parintins, cidade no interior do Amazonas, a cerca de 369 quilômetros de Manaus. Sempre atraindo milhares de turistas à cidade, o Festival Folclórico de Parintins já se consolidou como uma das maiores festas populares do Brasil.

A capital amazonense é a porta de entrada para quem quiser celebrar o festival na chamada “Ilha Tupinambarana”, e, mesmo com a fama do evento, algumas pessoas ainda têm dificuldade em saber como chegar à ilha. Por isso, preparamos esse guia especial de como viajar de Manaus para Parintins.

O trajeto é feito por dois principais meios: fluvial, através de barcos ou lanchas, e aéreo. Quanto antes você garantir suas passagens, mais econômico vai sair a viagem.

Este ano, o Festival acontece de 29 de junho a 1º de julho, e muitas das passagens já estão esgotadas, mas, para quem deixou para garantir sua vaga na última hora, nem tudo está perdido: ainda tem como chegar a Parintins e curtir a festa!

Barcos

O trajeto de barco de Manaus a Parintins é o mais barato, mas também o mais longo: a viagem dura entre 16 e 18 horas percorrendo o rio Amazonas. As passagens variam entre R$ 80 a R$ 100 por trecho, tanto na ida quanto na volta. O valor inclui também as refeições, e algumas embarcações são equipadas com ar-condicionado.

A maioria dos barcos sai da capital até a sexta-feira, 29, para chegar no sábado, a tempo da segunda noite de festival. O retorno acontece geralmente nos dias 2, 3 e 4 de julho. Ou seja, quem quiser acompanhar ainda a apuração do Festival, que acontece no dia 2, ainda consegue sair tranquilamente de Parintins no dia seguinte.

Lanchas

Os “ajatos” já saem de Manaus inclusive a caráter. Vermelho ou azul, qual o seu lado? (Foto: Ingrid Anne/Manauscult)

A outra opção fluvial é mais rápida e também mais cara: as lanchas, popularmente conhecidas na região como “ajatos”, levam de 8 a 10 horas para chegar a Parintins. Em compensação, as passagens podem variar entre R$ 180 a R$ 300. Para quem vai fazer a viagem de última hora, as últimas vagas estão sendo vendidas a uma média de R$ 250.

Há diferentes modelos de “ajatos” para fazer o trajeto, entre maiores e menores, com poltronas reclináveis ou não, mais ou menos confortáveis. Logo, vale a pena fazer aquela pesquisa rápida de custo-benefício antes de garantir sua passagem.

O que levar? Como ir?

Tanto os barcos quanto os “ajatos” saem do Porto da Manaus Moderna, no Centro de Manaus, próximo ao Mercado Municipal Adolpho Lisboa. Na própria orla do Porto, é possível garantir as passagens em uma das várias barracas distribuídas ao longo da calçada. Não é difícil encontrar o local de embarque: uma bandeira azul e uma vermelha estão sinalizando a balsa de onde saem as embarcações.

Descendo para a balsa amarela, de onde a maioria dos barcos e lanchas saem, também é possível comprar a passagem diretamente nas próprias embarcações, e já tirar qualquer dúvida no veículo escolhido com os proprietários e responsáveis.

Não sabe o que levar? Uma mochila grande ou uma mala pequena é o suficiente para o fim de semana de festival, e também para se ficar de olho durante a viagem. Para quem nunca viajou de barco, vale lembrar: o trajeto é feito em redes levadas pelos próprios passageiros, então é bom não esquecer da sua. Alguns barcos oferecem também camarotes com camas tipo beliche, mas os valores podem alcançar até mais que R$ 1 mil.

Embora seja importante levar sua rede, pode ser que você não descanse tanto assim: em muitos dos barcos a festa rumo a Parintins já começa assim que a tripulação desatraca do Porto, com DJs e artistas da cena do boi-bumbá comandando shows a bordo dos próprios barcos durante a viagem. Além disso, as paisagens no percurso do rio completam o pacote de peso da experiência amazônica rumo ao Festival de Parintins.

Não sabe como chegar no Porto? Então aproveita também essa dica: a Uber está oferecendo descontos para os manauaras que precisarem chegar ao Porto e partir para o Festival. Além disso, o aplicativo Táxi Manaus, da Prefeitura, também garante preços fixos e populares para fazer o trajeto.

E de avião?

A opção mais rápida de todas é também, claro, a mais cara. A viagem de Manaus a Parintins de avião dura de 50 minutos a 1h30, e é, portanto, a escolha mais prática para quem quiser chegar em cima da hora, no segundo ou no terceiro dia de festival.

A praticidade, porém, tem seu preço: para quem não comprou antecipadamente, os preços ficam mais salgados quanto mais próxima fica a data do festival.

As duas principais empresas para se garantir a passagem são a Map Linhas Aéreas, na qual é possível comprar e consultar os preços online, e a Amazon Best, responsável oficial pela venda dos ingressos do festival, e que oferece pacotes de viagem em parceria com a Gol Linhas Aéreas.

Na Map Linhas Aéreas, quem quiser comprar ainda consegue sair de Manaus no dia 30, com passagens a partir de R$ 661,17, e no dia 1º, para a última noite, com valores entre R$ 141,17 e R$ 199,90 – mais barato, mas você quer mesmo assistir só a última noite da festa? As passagens de ida para o dia 29 já estão esgotadas. A Map também vai oferecer voos de ida e volta no mesmo dia durante o festival, para quem não pode se prolongar na festa.

Já para o trajeto de volta, não há muito para onde correr em termos de economia: para o retorno a Manaus entre os dias 1 e 4 de julho, todas as passagens estão entre R$ 644,90 e R$ 1.004,90.

Os custos também são parecidos para a Amazon Best, com valores que variam entre R$ 199 e R$ 733 – o que se economiza na partida se gasta na volta, ou vice-versa.

Segundo o diretor de eventos da empresa, Diego Oliveira, o diferencial da companhia este ano será atender justamente quem não se preparou com antecedência. “Vamos atender aquelas pessoas que decidem ir para o festival de última hora. A partir desta sexta-feira (29), teremos uma equipe no aeroporto a postos para vender as passagens para estes clientes. Só precisam levar a mala que a ida para Parintins estará assegurada”, afirmou.

Embora alguns voos já estejam esgotados, os interessados ainda podem entrar em contato com a empresa pelos telefones (92) 3584-2144 ou 3584-2299 e garantir sua passagem antes que seja tarde demais. O site oficial do festival oferece uma tabela de preços, mas é necessário verificar a disponibilidade dos voos.

Já outras agências de turismo locais, como a Tucunaré Turismo e Paradise Turismo, também oferecem pacotes que incluem passagem de avião, ingressos para o festival e hospedagem em Parintins para quem quiser curtir o Festival, mas os valores devem ser consultados com antecedência, uma vez que os pacotes se esgotam rapidamente.

E os ingressos?

Você não vai fazer todo esse percurso e esquecer dos ingressos, não é? Este ano, os ingressos do Festival de Parintins são vendidos pela Amazon Best, operadora oficial do evento. A tabela oficial você confere aqui, com valores que vão de R$ 190 a R$ 350 por noite e passaportes para as três noites que vão de R$ 600 a R$ 1.050.

É necessário verificar a disponibilidade dos ingressos, que só estão sendo vendidos agora na unidade da Amazon Best em Parintins, na Rua Vieira Júnior, 754, Centro. Na noite desta quinta-feira, 28/6, a empresa anunciou em suas redes sociais que a venda em Manaus já se encontra encerrada.

Fonte: vivamanaus.com