Turismo da pesca esportiva ganhará força no Amazonas, garante David


Depois de anunciar pela manhã, o nome do vereador de Manaus Chico Preto (PMN) como o novo vice da coligação Renova Amazonas, o candidato ao governo David Almeida (PSB) abriu, na tarde desta quinta-feira (30), a sua agenda no interior no município de Barcelos. David disse aos moradores, durante caminhada nas ruas da cidade, que vai fortalecer o turismo da pesca esportiva e apoiar os pescadores da pesca ornamental para fortalecer a geração de emprego e renda no município.

“No governo, nós vamos transformar o Amazonas na meca internacional do turismo da pesca esportiva. Vamos incentivar a criação de um campeonato mundial nas águas do Amazonas. O município de Barcelos tem reconhecido potencial nesse segmento, mas precisa de incentivo do Estado para que essa atividade cresça e sirva à população barcelense, gerando emprego e renda para todas as famílias”, disse David.

O projeto para o fortalecimento da pesca esportiva, segundo David, está no conjunto das propostas voltadas para o turismo, o que está no plano de governo do candidato, que começou a estudar esse setor quando foi governador interino do Amazonas, por pouco mais de quatro meses, no ano passado – de maio a outubro de 2017. “O turismo deve ser tratado pelo governo como uma matriz econômica do nosso Amazonas, que tem, entre outros potenciais, o turismo ecológico de aventura e o turismo étnico em regiões como o Médio e Alto Rio Negro”, avaliou David.

Para a pesca artesanal, David explicou que o seu governo vai dar condições para reativar a cadeia produtiva dessa atividade, com vista a fortalecer a renda das famílias barcelenses que vivem dela, que um dia já foi uma das principais fontes de arrecadação do Estado, a partir da exportação, de espécies como o cardinal neon, para o mercado internacional. “A pesca artesanal é uma atividade extrativista que ainda é a principal fonte de renda de muitas famílias do Alto Rio Negro. O Estado pode ajudar a reinventar a cadeia produtiva e proteger a região da biopirataria, que hoje enfraquece o segmento”, explicou o candidato.

Para o comerciante Mundaia Pantoja, 40, se o governo entrar no projeto da pesca ornamental para recuperar a cadeia produtiva, a economia de Barcelos crescerá e ajudará muitas famílias. No tempo da pesca esportiva, não tem um porto decente e a infraestrutura do município é precária. “O potencial é grande, mas, sem investimento, a economia não melhora de setembro até final de março, na temporada da pesca esportiva”, explicou o comerciante.

Educação

A professora Raica Lacerda, 35, agradeceu David pelo pagamento do abono do Fundeb que ele autorizou, no ano passado, quando esteve à frente do Executivo Estadual. “O senhor valorizou a nossa categoria, que era esquecida. Muito obrigada pelo reconhecimento”, agradeceu.

Matéria de responsabilidade da assessoria do candidato.