Twitter bloqueia permanentemente a conta de Donald Trump

Reprodução

O Twitter anunciou nessa sexta-feira (8/1) que bloqueou permanentemente a conta do ainda presidente norte-americano, Donald Trump, “devido ao risco de mais incitação de violência”. A informação foi confirmada pela plataforma, que informou ter feito “revisão das postagens de Trump e de seus contextos”.

“No contexto de eventos horríveis nesta semana, deixamos claro na quarta-feira que violações adicionais das Regras do Twitter potencialmente resultariam nesta ação”, diz o texto postado em inglês pelo Twitter. A frase se refere à invasão do Capitólio dos EUA por militantes trumpistas e ao bloqueio temporário que a conta do presidente já havia sofrido.

“Há anos deixamos claro que contas de líderes políticos não estão acima de nossas regras e o Twitter não pode ser usado para incitar a violência”, diz ainda o texto, que traz exemplos de postagens de Trump que teriam descumprido as regras da empresa.

A conta de Trump tem 88,7 milhões de seguidores. Agora, ao entrarem no endereço que pertenceu a ele, esses seguidores encontram uma página vazia.

O mandato de Donald Trump está terminando. Ele afirmou em um tuíte na manhã desta sexta-feira (8/1), antes de ser excluído, que não comparecerá à cerimônia de posse do sucessor, o democrata Joe Biden, no próximo dia 20 de janeiro.

Trump também havia usado o Twitter na noite de quinta-feira (7/1) para condenar a invasão do prédio do Congresso do país por apoiadores dele mesmo e concluiu a mensagem pedindo união entre os americanos para enfrentar o coronavírus e a reconstrução econômica.