Anúncio Advertisement

Um dia após a inauguração começam as cirurgias no Hospital da Zona Norte

Logo após o governador David Almeida inaugurar, na última quarta-feira (16), o Centro Cirúrgico do Hospital e Pronto Socorro da Zona Norte, os procedimentos já começaram a ser realizados e os usuários do sistema público de saúde foram atendidos a partir desta quinta-feira (17). Os pacientes Vicente Romano da Costa, 65, e Marly da Silva de Moraes, 41, foram os primeiros a passar por cirurgias e estão em fase de recuperação.

“Me sinto bem cuidado. A estrutura é excelente e os médicos são atenciosos. Recebi ligações me informando tudo o que eu precisava. Foram várias as vezes que me ligaram, fiquei surpreso e satisfeito com toda essa atenção. Senti que o hospital se importa com o paciente”, disse Vicente Romano da Costa. Ele realizou cirurgia de hérnia inguinal direita.

Já Marly da Silva de Moaraes, passou por procedimento de colelitiase, nome técnico para retirar cálculos da vesícula. “O atendimento é excelente. Sou grata por toda atenção que recebi. Me sinto bem nesse processo de recuperação”, declarou.

Na manhã desta quinta-feira, Marly e Vicente seguiam recebendo o atendimento assistencial nos apartamentos dos leitos de internação.

A meta inicial do governo é realizar, 780 procedimentos cirúrgicos por mês. Com a ação, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) espera diminuir a fila de pacientes que aguardam por cirurgias em outras unidades de saúde do Estado. Os procedimentos que serão realizados nesse período são na área de cirurgia geral.

A estrutura recém-inaugurada conta com dez leitos de UTI, 11 salas cirúrgicas, 16 leitos de recuperação e 112 leitos de internação. Em 90 dias, por meio de um contrato emergencial de gestão com Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (Imed) serão realizadas 2.340 cirurgias.

O Imed, responsável pela realização das cirurgias por apresentar a melhor e mais econômica proposta, administra o Hospital da Zona Norte desde a inauguração da primeira fase da unidade, em 2014, com a abertura dos prontos-socorros adulto e infantil, que realizaram mais de 14 mil atendimentos, em julho.

Desde fevereiro deste ano, com a inauguração da segunda etapa do hospital, o Imed é responsável também pela gestão do Centro de Diagnósticos, um moderno parque de imagens com capacidade para realizar 18 mil exames de alta complexidade por mês.