Um dia faremos tabelinha no céu, diz Pelé sobre Coutinho

Da mais famosa linha de ataque de clubes da história do futebol brasileiro (Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe), Coutinho foi o primeiro morrer. Minutos após a confirmação da morte do ex-atacante, aos 75 anos, Pelé manifestou seu pesar pela notícia.”É uma grande perda”.

A tabelinha Pelé-Coutinho fez o Brasil ficar mais conhecido no mundo todo. Tenho certeza que um dia faremos tabelinha no céu. Minhas condolências à família”, disse o jogador que fez com Coutinho uma dupla lendária.

Coutinho morreu nesta segunda (11) à noite, em sua casa, em Santos. A causa ainda não foi confirmada. O velório deverá acontecer na Vila Belmiro, mas o horário ainda será divulgado.

Coutinho sofria há alguns anos de problemas de saúde decorrentes da diabetes. Teve de amputar dedos dos pés por causa disso. Também começava a apresentar Alzheimer. Apesar disso, ex-companheiros de Santos que estiveram com ele disseram que ele não havia mudado o temperamento.” Tinha problemas de estômago e Alzheimer, mas sempre alegre. Sempre encontrava ele no bar tomando a cervejinha perto da Vila Belmiro. Batíamos papo. Onde estava Coutinho, estava a alegria. Um cara feliz”, disse Pepe.

Com 370 gols, Coutinho é o terceiro maior artilheiro da história do Santos, atrás de Pelé e Pepe.