Anúncio Advertisement

Uma falta de vergonha que a Justiça dá um basta

Infelizmente, a Justiça teve que ser provocada para acabar com a falta de vergonha da Manaus Ambiental de cobrar da população taxa de esgoto, onde não existe esgoto. Utilizamos a expressão infelizmente porque, primeiro, não deveria ser necessário nem mesmo as ações na Justiça para que o povo de Manaus não fosse vergonhosamente lesado desse jeito. Bastava uma atitude do Poder Público, eleito pelo povo para defender seus interesses. Quem sabe uma proibição por parte da  Agência Reguladora de Serviços Públicos do Amazonas (Arsam/AM), que já que não consegue regular nem os péssimos serviços prestados pela Manaus Ambiental, deveria conseguir regular pelo menos aqueles que não existem. Mas, é mais fácil pra essa gente deixar o povo pagando há anos por um serviço que não tem, do que se contrapor aos interesses de uma grand e empresa, não é mesmo?

Palmas pra eles

Mas, já que que a Justiça teve que intervir para que essa vergonhosa cobrança deixasse de existir, então nos cabe aplaudir a atitude do juiz Leoney Figlioulo Harraquian e do deputado Chico Preto que deu entrada na ação contra a cobrança abusiva da taxa de esgoto em áreas da cidade onde a Manaus Ambiental (Águas do Amazonas) não implantou o sistema de esgoto. Uma salva de palmas do Radar pra eles!

Fazendo Justiça

Mas, já que criticamos a falta de atitude do Poder Público em defesa dos interesses da população, temos o dever de fazer justiça com um ex-prefeito, Luiz Alberto Carijó, que teve a coragem, a sensatez, e o espírito de público de ter proibido, através de decreto, essa cobrança absurda. A questão é que o decreto assinado por Carijó proibindo a cobrança da taxa de esgoto onde não existia foi cancelado pelo então prefeito Serafim Correa, assim que assumiu a prefeitura, em 2005.

Fiscal de enchente

Nos dois últimos dias apontamos  atividade incessante de vereadores nos bairros de Manaus verificando problemas nos serviços de tapa-buraco, coleta de lixo, retirada de mato…. Em coro, dizem que vão dar entrada em requerimentos solicitando que esses problemas sejam resolvidos  e vão cobrar ações da prefeitura. Depois do que vimos, ontem, pela cidade, onde pessoas estão em desespero porque suas casas já estão sendo inundadas pelas águas por causa da enhente, sera que dá pra que esses vereadores façam uma visitinha nessas áreas onde o povo não sabe pra quem vai recorer?

Jeito estranho

E causou estranhanheza notícia que corria a boca miúda, ontem, por toda a cidade de mais uma viagem feita pelo vice-prefeito/secretário de Infraestrutura da Prefeitura, Hissa Abrahão em pleno periodo de enchente quando é necessário todo tipo de serviço de sua secretaria. Pelo jeito o S.A. (Super Artur) vai ter que se virar sozinho já que seu vice parece mais preocupado com as eleições para Governo do que com a enchente.