UNE elege estudante do Amazonas como presidente

Bruna Brelaz, 26 anos, é a primeira mulher negra eleita à frente da entidade

Foto: Assessoria

Nesse domingo (18), a UNE (União Nacional dos Estudantes) elegeu a estudante amazonense Bruna Brelaz, 26 anos, presidente da entidade. A decisão aconteceu após reunião da diretoria no último dia do Congresso Extraordinário da entidade, realizado pela primeira vez em formato on-line, por conta da pandemia da Covid-19 e as medidas de segurança de distanciamento social.

Bruna Brelaz é filiada à UJS ( União da Juventude Socialista) , presidiu a UEE-AM ( União Estadual dos Estudantes do Amazonas) entre 2015 e 2017, e vai para a presidência da UNE , após ocupar a diretoria de Relações Institucionais e Tesouraria.

“Entre 2017 e 2019, atuei em Brasília, compondo lutas,levando propostas e debatendo com lideranças políticas às urgências da educação e direitos dos estudantes . Atravessamos, a luta contra o Teto de Gastos, Reforma da Presidência e intensos debates contra o Escola sem Partido e orçamento da educação. Encarei de frente qualquer possibilidade de tentarem me calar por ser mulher, jovem e negra”, relembra.

Para ela, que foi estudante de pedagogia da UEA (Universidade Estadual do Amazonas), e acessou o ensino superior por meio da reserva de vagas, o próximo ano também será intenso nos debates para defender a renovação da “Lei de Cotas” (PL 12.711/2012).

Atualmente, Bruna mora em São Paulo e é estudante do terceiro semestre na Faculdade Autônoma de Direito.

Com informações da assessoria